sexta-feira, 10 de junho de 2011

Carta para ANA

Querida Ana, 

Seu lamento zomba do meu íntimo.
Pelo que entendi, com sua ultima carta ,você  foi pisoteada, espancada emocionalmente.
Passaram por cima de você, e ainda tem a inocência em palavras.
Nada merece seu lamento senão você mesma.
Não te vejo mais interessada em florir o jardim, plantar sementes. Nessa apatia , você se machuca.
É tão grave que me intimida.
Amor de mulher contida.
Explore a ficção da inércia , do improvável sairá mais que lágrimas, sussurros, palavras.
Faça só por hoje mais uma carta. Beba e conserve-se nessa ressaca.

Com amor

Fernando CésarT

Essa carta pode ser ficcional ou Não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário